fbpx

Renda Fixa 

Investir é diferente de poupar

Descubra as opções de investimento em Reda Fixa. Opções com taxas e rentabilidades competitivas. 

O que é Renda Fixa e por que investir? 

“É fundamental está diversificado, o investimento realizado em Títulos Públicos e Privados de Renda Fixa é form de inciar e montar sua carteira de investimentos. Quando você compra um título de Renda Fixa, você está emprestando dinheiro ao emissor do papel, que pode ser Governo, banco, uma empresa. Em troca, recebe uma remuneração por um determinado prazo, na forma de juros e/ou correção monetária na data pré determinada, podendo receber, ainda, parcelas chamadas amortizações”. diz Adriano Tizzo

Operação de Títulos Públicos, CDBs, LCIs, CRIs, LCAs, CRAs e Debêntures de maneira diferenciada. Com ela, você vai poder se informar melhor a respeito dos produtos disponíveis, comprar e vender com autonomia, transparência e agilidade.

Vantagens

  • Diversificação
Exposição a vários setores da economia, aumentando a diversificação do portfólio.
  • Tranquilidade

Previsibilidade de rendimento (se os investimentos forem mantidos até o vencimento).

  • Liquidez

Ativos que podem atender aos objetivos de liquidez, de renda ou apreciação de capital.

  • Taxas competitivas

Opções de produtos com isenção de imposto de renda.

  • Carteira Protegida

Opções cobertas pelo Fundo garantidor.

 

Observação: Achamos importante manter investimentos em renda fixa, não manter 100% em renda variável, primeiro: sempre bom manter liquidez para as emergências, segundo: para comprar renda variável quando tiver boas ações com  desconto ou margem de segurança para quem tem perfil.

Tipos de Investimento em Renda Fixa 

Informações abaixo de grande Gestora:

Títulos Públicos

Tesouro Direto 

O único título público pós-fixado é o Tesouro Selic (antiga LFT).

Tesouro Direto é Selic é o investimento mais seguro do mercado, inclusive mais do que a poupança.

Isso porque ele é garantido pelo próprio Governo Federal. Ou seja, o único risco dele seria o Brasil decretar falência, o que, convenhamos, é muito mais improvável do que qualquer outra instituição.

Títulos Públicos 

Títulos Públicos Federais 

São dois tipos de Títulos:
Prefixados: Tesouro Prefixado (antiga LTN) e o Tesouro Prefixado com Juros Semestrais (antiga NTN-F).

Indexados à Inflação: o Tesouro IPCA+ (antiga NTN-B Principal) e o Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais (antiga NTN-B).

 

Títulos Privados 

LCI (Letra de Crédito imobiliário), tem isenção de IR e coberto FGC

Instrumento de captação que pode ser emitido por instituições autorizadas pelo Banco Central, com o objetivo de financiar o setor imobiliário que tem como lastro financiamentos imobiliários garantidos por hipoteca ou alienação fiduciária do imóvel. 

Títulos Privados 

LCA (Letra de Crédito do Agronegócio), tem isenção de IR e coberto FGC

Título emitido por instituições financeiras públicas e privadas, veiculados a direitos creditórios originários do agronegócio. 

Títulos Privados 

Letra Financeira 

Instrumento de captação de recursos exclusivos das instituições financeiras. 

Títulos Privados                 

Certificado de Depósito Bancário (CDB)

Os CDBs são títulos nominativos emitidos pelo banco e caixa econômica vendidos aos investidores como forma de captação de recursos do emissor. 

Títulos Privados 

LC (Letra de Câmbio)

Instrumento de captação financeiras, com o objetivo de financiar suas atividades. Você empresta dinheiro às financeiras em troca de uma rentabilidade preestabelecida. 

Títulos Privados 

DPGE (Depósito a prazo com garantia do FGC)

Os DPGEs são depósitos a prazo emitidos por instituições financeiras. Os bancos comercias, múltiplos de desenvolvimento e investimentos, as sociedades de créditos, financiamento e investimento e as caixas econômicas são as instituições autorizadas a emitir este ativo. 

Títulos Privados 

FIDC (Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios) 

Fundo de Investimento que destina parcela preponderante de seu patrimônio líquido para aplicação em direitos e títulos representativos de créditos (direitos creditórios) provenientes de operações comerciais, industriais, imobiliárias, financeiras ou de prestação de serviços, entre outras. 

Títulos Privados

CRA (Certificado de Recebíveis do Agronegócio)

O certificado de recebíveis do Agronegócio estão veiculados a direitos creditórios originários de negócios realizados, em sua maioria, por produtores rurais ou suas cooperativas, relacionados ao financiamento da atividade agropecuária. 

Títulos Privados 

CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários)

Os Certificados de Recebíveis Imobiliários são títulos lastreados em créditos imobiliários, representativos de parcelas de um direito creditório.

Títulos Privados 

Debêntures

As debêntures são valores mobiliários que representam dívidas de médio e longo prazos de Sociedades Anônimas (emissoras).

Importante:  Em se tratando de título público e privado, o risco de mercado inclui, ainda, o chamado prêmio do risco, que é aquele inerente à capacidade de pagamento da emissora do título. Muito importante a adequada compreensão da natureza, forma de rentabilidade e riscos dos títulos de renda fixa antes da sua aquisição. Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura. 

Produtos com intuito de retorno e risco

AR Investimentos Asset Management Ltda inscrita sob o CNPJ: 17.055.372/0001-18 é uma instituição devidamente habilitada e autorizada pela CVM para o exercício da atividade de gestão de fundos de investimento. E-mail: atendimento@arinvestimentos.com.br. Conheça o portal de Educação Financeira da Anbima: comoinvestir.com.br

As informações contidas neste site têm caráter meramente informativo e não constituem qualquer tipo de aconselhamento de investimentos ou oferta para aquisição de valores mobiliários. Os investimentos em fundos de investimento e demais valores mobiliários apresentam riscos para investidor. Os fundos de investimento e demais valores mobiliários não contam com garantia da instituição administradora, da gestora, de qualquer mecanismo de seguro ou do Fundo Garantidor de Créditos – FGC. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura. É recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e regulamento dos fundos pelo investidor antes de tomar a decisão de aplicar seus recursos

Av. Dr. Heitor Nascimento, nº196 – Bairro Morumbi – CEP 13140-729 / Paulínia-SP – Brasil
Edifício Aliança, Bloco A, 6º Andar – Salas 61.

AR Investimentos – Todos os Direitos Reservados

Fale aqui
Olá tudo bem !
Como posso te ajudar?
WhatsApp
Compartilhar
Compartilhar
Twittar