Seguro de Vida

Seguro de Vida

O seguro de vida é exemplo de um excelente instrumento de proteção, pois é tão seguro como a previdência.

Na consultoria de investimentos sempre recomendo o seguro de vida como medida de proteção da renda em caso de problemas de saúde ou morte prematura.

Para quem ainda não conhece, vou explicar suas principais características:

Entenda o que é um seguro de vida.

No caso de morte do segurado, os beneficiários indicados por ele recebem uma indenização. Eles podem ser herdeiros, parentes de qualquer grau ou até mesmo amigos, que não são da família.

Por outro lado, caso o contratante esteja em condições que o impeçam de trabalhar, por exemplo, o seguro pode ser usado por ele mesmo em vida.

Veja como funciona um seguro de vida:

Basicamente, um seguro de vida funciona com base em um contrato entre o segurado e a seguradora. A abrangência do plano e os valores a serem pagos são definidos no momento em que o contrato é firmado.

Contudo, existe a possibilidade de modificar a cobertura ou seus beneficiários durante o período de vigência do seguro, de modo a personalizar esse serviço em função das suas necessidades.

Saiba o que é uma apólice de seguro de vida.

A apólice de seguro de vida corresponde ao contrato firmado com a seguradora. Esse é o documento mais importante quando se fala na contratação de um seguro, visto que nele serão definidas todas as condições relacionadas ao pagamento do benefício.

A importância do seguro de vida.

Essa contratação não é um supérfluo. Pense em todas as garantias que o seguro de vida pode oferecer para você e sua família como a tranquilidade diante dos imprevistos, é customizado para suas necessidades, o recebimento do valor assegurado sem burocracia, os beneficiários, por exemplo, não precisam esperar o inventário ou a partilha dos bens, que pode ser um processo

bastante demorado. Quem já passou por isso, conhece a dificuldade! Além disso, o seguro de vida é isento de Imposto de Renda, o que evita complicações na hora de declará-lo.

Como escolher um plano de seguro de vida?

Como as coberturas oferecem diversas possibilidades, é recomendado escolher um plano de acordo com as suas demandas pessoais. Nesse caso, é necessário considerar quais são os riscos a que você está mais exposto em sua vida e quais são os pontos que merecem mais atenção.

Qual a idade ideal para contratar um seguro de vida?

Conforme a idade avança, as chances de falecimento do contratante de um seguro de vida aumentam, assim como a iminência do pagamento pela seguradora.

Contratar aos 40 anos, por exemplo, é bem mais vantajoso do que contratar aos 50. Da mesma forma, contratar aos 30 tende a ser mais barato do que aos 40, e assim por diante. Na fase que os dependentes mais precisam de suporte é primordial ter esta garantia. É comum que algumas coberturas já não estejam disponíveis a partir dos 70 anos ou que o processo fique mais complexo e restrito.

Adriano Tizzo.

Consultor de Investimentos pela CVM.

Deixe um comentário