Diversificação de Carteira

Diversificação de Carteira

Olá, caros leitores. Neste artigo vamos falar sobre investimentos em imóveis.

Construí toda minha carreira profissional no mercado imobiliário, fui influenciado por meus tios, os imóveis sempre foi um porto seguro. Além disso, sempre admirei os dois maiores empreendedores da construção na cidade de Paulínia, o primeiro foi Renato Fantinato em que tive a honra de conhecer. Gentil, inteligente, de hábitos simples e muito disciplinado, lançou os seus prédios na Av. José Paulino, foi pioneiro, pois não haviam prédios verticais na cidade, sem financiamentos bancários, criou seu financiamento próprio, sem dúvida um grande empreendedor, e o outro foi o Donizete Moda que não tinha patrimônio, não era de família tradicional, começou a empreender do zero. Uma pessoa agradável, habilidosa com as pessoas e questionador, quando conheci ainda na faculdade, me perguntou sobre economia, como se quisesse ouvir o que tinha para falar, fez os melhores e maiores loteamentos na cidade, com certeza são dois visionários.

Mas ao longo da trajetória, entendi que para empreender no mercado imobiliário em outro patamar, seria necessário ir atrás de investidores, pois não tinha patrimônio ou herança, no começo foi muito difícil, não tinha experiência, conhecimento, linguagem no mercado financeiro, não sabia como funcionava fundos de investimentos, mercado de ações, achava tudo intangível e arriscado, mas fui estudar e conviver com os melhores deste segmento, com o tempo fui melhorando, aperfeiçoando, tendo mais confiança, foi quando a chave começou a virar, fui me corrigindo e melhorando os meus acertos, com a experiência descobri que os maiores erros dos investidores em imóveis é NÃO DIVERSIFICAR SUA CARTEIRA.

 

 

Influenciado pelos meus tios e inspirado nesses dois empreendedores fui para o ramo da construção, uma década depois, saí de reformas no bairro Monte Alegre para construção de prédios na cidade, com muitos erros e acertos, me juntei as meus influenciadores como investidores de imóveis, posso dizer que imóveis está no meu DNA.

 

 

Quando um investidor concentra todos os seus recursos em um único ativo, seja ele imóveis, títulos ou ações. Na verdade ele aumenta seu risco de perda ou minimiza seu ganho, com o exemplo da crise do Covid-19, quem investiu tudo em imóveis, precisou de algum recurso de emergência, teve que vender com grande desconto seu ativo, aumentando suas perdas. Por outro lado, se fosse metade em imóveis e outra parte com valor líquido em tesouro, teria capacidade de comprar imóveis ou ações com bom desconto. Os grandes investidores sabem comprar na hora certa e com o preço certo, aproveitando as oportunidades até mesmo em tempos de crise.

Na economia tem uma tese de Harry Markowitz, conhecida como a teoria da carteira, que mostra o risco de uma carteira de investimentos, não é dado simplesmente pela média do risco dos ativos individuais, pois é preciso considerar a correlação existente entre os ativos, ou seja, tempos de crise está diversificado por significar perdas ou ganhos depende como esta alocada sua carteira de investimentos.

Adriano Tizzo.

Consultor de Investimentos pela CVM.

Deixe um comentário